live education

coisas de professor – educação e entretenimento

Concurso: a minha palavra preferida

Posted by J L em Julho 20, 2009

A minha palavra preferida poderia ser ler ou escrever

 

 

Quando leio, viajo no espaço e no tempo. Percorro lugares impenetráveis, épocas longínquas, subo montanhas íngremes, desço por vales insondáveis. Desvendo caminhos, trilho novos rumos, alargo horizontes. Revivo, choro, rio, cresço, rejuvenesço, … Esqueço aquele mau momento ou péssimo dia, e, por vezes, também adormeço.

Quando leio, aprecio a textura do papel, o aroma peculiar, suave e discreto que paira em cada folha. Gosto de percorrer cada página, deter-me nesta ou naquela fotografia e ler o que me apetecer, quando bem entender…

A leitura estimula a criatividade, a imaginação, afina e apura a sensibilidade, o sentimento, a sensação.

Um livro é, para mim, aquele amigo insubstituível, que nunca fala, mas tantas vezes responde. Está sempre por perto, numa mesa ou numa estante, ao meu alcance… Não pede, não exige, não reclama! Aguarda, silenciosamente, o momento de ser aberto e, provavelmente, lido.

A escrita permite a descoberta, o desenvolvimento de potencialidades. A (re)criação de textos, quer em verso, quer em prosa faz emergir o “poeta, o escritor” oculto ou adormecido que existe no mais profundo de cada um de nós. A poesia incentiva a “perda”, ou, talvez, “ganho” de tempo à procura daquela palavra que confere ao texto um toque tão especial, único e belo.

Ler e escrever são duas ferramentas preciosas no meu dia-a-dia. Com elas posso aprender mais e ensinar melhor.

E “porque eu sou do tamanho do que vejo”, como disse, um dia, Fernando, na Pessoa de Caeiro, também posso ser do tamanho do que leio e escrevo…

Por isso, a minha palavra preferida poderia muito bem ser ler ou escrever… Porém, como é minha, não a vou revelar. Deixo ao leitor atento a possibilidade de a desvendar.

 

 

Escola EB2,3 Arqueólogo Mário Cardoso
Clara Dias

Escola EB2,3 Arqueólogo Mário Cardoso –  Profª Clara Dias

2 Respostas to “Concurso: a minha palavra preferida”

  1. Elisabete Gonçalves said

    APÓS TER-ME DELEITADO COM A DELICIOSA E ADOCICADA ESCRITA SOBRE OS ETERNOS COMPANHEIROS, QUE, PACIENTES E SEMPRE ABERTOS A RECOMEÇOS, NOS AGUARDAM E NÃO SE IMPÕEM, OUSO ARRISCAR QUE QUEM O ESCREVE, A PROFESSORA CLARA DIAS, ALÉM DE ADORAR LER, PORQUE TRANSPIRA-O NO MODO COMO TRATA CADA PALAVRA, COMO A COLOCA MEIGAMENTE AQUI E NÃO ALI, POR FICAR MAIS ACONCHEGADA NO TEXTO, OU POR FAZER DE UMA BRISA UMA FORTE VENTANIA QUE SACODE A IDEIA QUE SE QUER FORTE, VENTOSA, FURTIVA … BEM, QUEM ESCREVE ASSIM, É ALGUÉM DEVERAS DIVIDIDO ENTRE O MERGULHO DO OLHAR NA PALAVRA ESCRITA E O MERGULHO DA PALAVRA NO OLHAR INTERIOR, NO NOVELO QUE SE ENROLA OU DESENROLA DENTRO DE NÓS … INICIEI ESTA BUSCA, DE UM MODO IMPULSIVO, HASTEADA NA CERTEZA DE QUE A PAIXÃO PENDIA MAIS PARA A ESCRITA, DEPOIS HESITEI … MAS VOLTO À PRIMEIRA IMPRESSÃO … TEREI ACERTADO? …

  2. clara said

    Elisabete,
    Só agora vi o seu comentário tão cheio de beleza. Deve continuar a escrever, pois como dizia Eugénio de Andrade, entre outros:” A inspiração, sempre que chegou, encontrou-me a escrever”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: